Inteira

by - 17:09

"Eu, tento de esquecer, mas tudo que eu escrevo, é sobre você". (Cartas pra você, Nx-Zero)
Eu bem que tento, mas toda vez que tenho inspiraçao pra escrever, posso te dizer que ela tem nome, endereço, CPF e telefone, é você, Só você. O ultimo texto, nunca é o ultimo texto.
Não posso escutar AC/DC, que é uma das minhas bandas preferidas, sem me lembrar que essa era a unica banda de rock quem você escutava antes de me conhecer. Ou ouvir Guns e Nirvana e não lembrar que você não conhecia o Axl Rose, e muito menos o Kurt Cobain. Ou que em pleno seculo XXI, você achou estranho o fato de eu, uma garota, gostar de rock.
Você, que nem fazia meu tipo, que nem tinha gostos parecidos com os meus, que preferia cerveja à vodka, que preferia arrocha a MPB, que fugia, enquanto eu dava a cara a tapa. Mas também, você, o bobo, o chato, o ciumento, o maluco, que me dizia que nao tenho juizo, por quem me apaixonei.
Sabe, apesar de tudo, vivi momentos lindos (pelo menos pra mim) ao seu lado. E faço o possivel, pra que sejam estas, as recordações que guardarei de você.
As brigas bobas, e o seu ciume que me deixava louca, os meus amigos, as suas amigas, o cantor sertanejo gatinho com quem tirei foto, e que me deu um cd (o qual você nunca me devolveu), as noites que eu virava estudando, e você pelo face me fazendo companhia, o nosso pseudo-namoro.Velhos tempos, belos dias.
Não vou dizer que foi, nem que está sendo fácil viver como se eu não tivesse te conhecido. Nem que estou o fazendo. Apesar de tentar, não consigo te esquecer, muito menos te odiar, como diria a Pink, na sua musica True love, "você é um idiota, mas eu te amo". Mas não quero, e não vou correr atras de você.
Entao fica assim, a gente se encontra em outra ocasião, um dia a gente se bate, e se à essa altura,você já for homem o bastante, quem sabe não possamos ser amigos e até mais.
O que quero agora é recomeçar, e um dia, te esquecer, afinal primeiro a gente engatinha e aprende a andar, pra depois usar salto.
Só não demore muito tempo pra se decidir. Nem eu, nem você, nem esse amor maluco é infinito.
Eu aprendi a viver pela metade, sem você, não espere eu redescobrir que sou inteira;
"E viver, como se não tivesse sido o meu amor" (Come Se Non Fosse Stato Mai Amore, Laura Pausini)

Você pode gostar também:

0 comments